terça-feira, 7 de outubro de 2008

Prefeito de município em extinção

Não ví nada na mídia sobre o assunto. Mas bem que valeria uma entrevista com o prefeito eleito de Pacaraima, em Roraima. É o típico caso daquele que pode ser sem nunca ter sido. O tucano Altermir se elegeu com 2.250 votos, mas sua posse está nas mãos de uma decisão do Supremo Tribunal Federal. É que a cidade fica bem no meio da Reserva Raposa Serra do Sol que, se confirmada pelo Supremo em terras contínuas, varrerá o munípio de Pacaraima do mapa.

Ou seja: Altemir ganhou um picolé que só pode chupar no dia 1° de janeiro. Enquanto isso, tem que arrumar um jeito de mantê-lo sólido sem colocar na geladeira.

Dava uma materinha legal. Ainda mais que o maior defensor da manutenção do município, o demo Paulo Cesar, aquele que armou o maior furdunço na região, com direito a guerrilha com os índios, queima de pontes e homens bombas exibidos para a mídia, perdeu a eleição para o tucano.

Um comentário:

giovana disse...

Lamento pelo picolé, mas acabei de conhecer Pacaraima !