segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

R$ 1 de picolé


Esse menino aí da foto deve ser hoje um marmanjo de uns 18 anos. Meu encontro com o Robson, em 1998, foi um desses momentos que ficam na lembrança. Estava de passagem pelo vilarejo de Jiribatuba, na Ilha de Itaparica, junto com o fotógrafo Mário Marques, um conterrâneo catarina radicado em Salvador que me guiava pela área.


Era mais ou menos umas 11 horas. O que, nas férias, significava o sinal para abrir os trabalhos do dia num boteco à beira-mar. Uma baia calma, cercada por manguezais e sol castigando.


Robson me abordou antes que eu tivesse tempo para puxar a cadeira.


_ Tio, tio, tô doido pra chupar um picolé. O senhor podia pagar um pra mim.


Tirei da carteira uma nota de um real e dei pro moleque.


Saboreava o primeiro copo de gelada, quando volta o Robson todo sorridente. Ao seu lado mais meia dúzia de moleques que rodeavam um carrinho de picolé.


_ Tio, tio, tu fez a alegria da molequeda.


_ Como assim?


_ É que todo mundo vai chupar picolé.


_ Mas quanto custa cada? (já tava calculando o prejú)


_ Dez centavos tio. Vai dar um pra cada um e ainda sobra três pra mim.


Naquele dia Robson nos seguiu até o anoitecer. Parecia um gatinho daqueles que aparece em nossa casa e, ao ganhar um pires de leite, nunca mais abandona a área.


Ele nos mostrou todas as trilhas da região e lugares que só os nativos conhecem. Ficou maluquinho quando comeu um pão quentinho com mortadela. E nesse caso, tinha que ficar maluquinho mesmo. Estávamos hospedados na laje de uma padaria de um amigo do Mário. O tal pãozinho do Robson saiu no forno direto para a mesa, com a margarina derretendo e três fatias de mortadela cortadas na hora. Pra desembuchar um refresco daqueles genéricos. Se não me engano se chamava Jesus.


Abaixo, alguns lugares que Robson nos apresentou.

2 comentários:

Maquiti disse...

lindas fotos..gostei passe pelo meu canto

Maquiti

Leonardo disse...

Mario realmente o Robson está um marmanjo...Freqüento a localidade de Jiribatuba a 28 anos e quase todos os finais de semana estou por lá....Fico muito contente quando vejo pessoas como você comentar sobre Jiribatuba local para mim que considero com um refúgio para os amantes da tranqüilidade e da natureza. Hoje a localidade está bem mais atraente com uma nova praça, novos bares, novas pousadas em fim evoluiu um pouco mais preservou sua principal característica de ser um lugar calmo e com uma natureza abençoada por Deus.